quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Prefeito e vice de Cajuru reivindicam creche-escola

No registro, ao meu lado esquerdo o prefeito Luiz Estevão e do outro o vice Marcelo Barruffini

Recebi em meu gabinete na Assembleia Legislativa as visitas do prefeito Luiz Estevão Pereira e do vice-prefeito Marcelo de Lazzari Barruffini da cidade de Cajuru. Luiz Estevão e Marcelo reivindicaram minha interferência junto ao governo do Estado visando benefícios para a área de saúde, bem como suporte para a construção de uma creche-escola naquele município.

Lembrei-lhes minhas ligações antigas com a comunidade cajuruense e garanti-lhes meu efetivo empenho na busca do atendimento a reivindicações legítimas como aquelas formuladas.

Mococa pede reforma de prédio da ETEC “João Batista de Lima Figueiredo”


Recebi em meu gabinete na Alesp a vista do vereador e presidente da Câmara Municipal de Mococa, Guilherme Gomes, acompanhado pelo seu assessor (também Secretário Geral da Juventude do PSDB) Djair Rotta. Eles me apresentaram diversos projetos de interesse do município, mas solicitaram-me especial atenção para com a reforma do prédio da ETEC João Batista de Lima Figueiredo. Reafirmei-lhes o meu apreço com a população de Mococa e garanti-lhes meu empenho junto ao governo do Estado no sentido dessa reforma ser efetivada o quanto antes.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Prefeito Dimar de Brito, de Santa Cruz da Esperança, reivindica veículos para o transporte escolar

Prefeito Dimar de Brito me expõe seus projetos e os anseios dos moradores de Santa Cruz da Esperança

Recebi em meu gabinete da Assembleia Legislativa, na manhã desta terça-feira (27-02) a visita do prefeito Dimar de Brito que me procurou para expor reivindicações em benefício dos moradores daquela cidade. Recém empossado, mas com muita boa vontade em acertar, Dimar está pleiteando do governo do Estado a doação de veículos para transporte escolar.

Anotei sua solicitação e comprometi-me a buscar junto aos órgãos competentes o atendimento a tão justo pleito. Manifestei ao prefeito Dimar minha simpatia e meu apreço aos moradores de Santa Cruz da Esperança, bem como meu ânimo de contribuir, dentro das minhas possibilidades, para o sucesso da sua administração.



segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Semana Estadual de Doação do Leite Humano no Calendário Oficial do Estado de São Paulo



Na tarde desta segunda-feira (25-02) atendi a Sra. Anália Ribeiro Heck, membro da Comissão Estadual do Banco de Leite Humano (SES-SP), solicitando o meu empenho para incluir a Semana Estadual de Doação de Leite Humano no calendário oficial do Estado de São Paulo. Ela exibiu-me farta documentação mostrando o trabalho dos Bancos de Leite Humano que, apenas no ano de 2012, coletaram mais de 39 mil litros de leite, possibilitando o aleitamento de quase 32 mil bebês, ainda assim insuficiente para atender toda a demanda. O objetivo dessa Semana, realizada anualmente entre os dias 19 e 25 de maio, é elevar a coleta de leite materno e, assim, atender um maior número de recém-nascidos, muitas vezes prematuros e internados nas unidades de terapia intensiva neonatal.

Ainda nesta semana apresentarei Projeto de Lei para incluir a Semana Estadual de Doação de Leite Humano no calendário oficial do Estado, na certeza de que contarei com o apoio unânime dos meus pares. Espero convencê-los sobre a importância da conscientização sobre a doação de leite materno de modo a abastecer os nossos Bancos de Leite Humano, contribuindo assim para reduzir a mortalidade infantil e diminuir a incidência de moléstias crônico-degenerativas na fase adulta desses bebês.


Prestigiando a posse dos novos dirigentes da ACRECE


Na noite da última sexta-feira (22-02) participei, no salão nobre da Câmara Municipal de Ribeirão Preto, da solenidade de posse dos meus amigos Luis Schiavone Junior (presidente) e Waldomiro Sandrin (reeleito presidente do conselho deliberativo) na ACRECE (Associação dos Cidadãos Ribeirãopretanos e Cidadãos Eméritos).

O ex-presidente, prof. Doutor Odilon Ianetta, ao transmitir o cargo enfatizou os valores éticos, culturais e sociais da entidade, apresentando um balanço das atividades por ela desenvolvidas, incluindo a defesa do aqüífero Guarani e o repúdio ao abusivo aumento do IPTU. Iannetta agradeceu a minha atenção e sensibilidade ao sancionar a lei “Osso duro de roer”, em minha última administração como prefeito desta cidade, lamentando o fato dela não ter ainda sido regulamentada pelo executivo municipal porque propiciaria, através do exame da falange de crianças e adultos, a prevenção precoce do envelhecimento ósseo, podendo reduzir em até 80% eventuais fraturas.

Tão logo empossado, Schiavone Junior mostrou-se animado em dar continuidade aos trabalhos da ACRECE, "orientando a todos os cidadãos ribeirãopretanos e eméritos de nossa cidade na defesa dos interesses da municipalidade."

Em minha fala, manifestei minha admiração pelo trabalho louvável desses cidadãos ribeirãopretanos e eméritos em prol da comunidade na qual estão inseridos.

Participaram do evento, entre outras lideranças, o deputado federal Duarte Nogueira; a presidente da Academia Ribeirãopretana de Letras, Rosa Maria de Brito Cosenza e os vereadores Bebé, Marcos Papa, Maurício Gasparini e Rodrigo Simões.


No meu discurso, destaquei o papel da ACRECE na divulgação de valores éticos, sociais e culturais de Ribeirão Preto

O ex-presidente Ianneta transmite o cargo ao presidente Luis Schiavone Jr. sob os olhares de Waldomiro Sandrin, reeleito presidente do Conselho Deliberativo

Em seu discurso de posse, Schiavone destaca o propósito de continuar o trabalho de valorização da cidadania ribeirãopretana


sábado, 23 de fevereiro de 2013

TJ-SP: prestação de contas aos municípios da região


Na manhã da última sexta-feira (22-02), a convite do juiz de direito e diretor do Fórum de Ribeirão Preto – dr. Sylvio Ribeiro de Souza Neto, estive na cidade de Franca, oportunidade em que o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, desembargador dr. Ivan Ricardo Garisio Sartori, apresentou um balanço do seu primeiro ano à frente do TJ, com ênfase na valorização dos servidores, dando-lhes melhores condições de trabalho. Recebi, com entusiasmo, a notícia de que o TJ-SP está programando a reforma de 36 prédios (Fóruns) em nossa região; o cronograma já está pronto e as primeiras cidades contempladas serão Américo Brasiliense e Ibaté; está investindo ainda, por outro lado, na digitalização de todos os processos do Estado de São Paulo, o que deverá acontecer até o final deste ano.

Também estiveram presentes, dentre outras autoridades, o deputado federal dr. Marco Aurélio Ubiali (PSB); os meus colegas de Assembleia Legislativa, deputados estaduais Rafael Silva (PDT), Baleia Rossi (PMDB) e Gilson de Souza (DEM); o prefeito municipal de Franca, Alexandre Augusto Ferreira (PSDB), acompanhado da sua esposa e presidente do Fundo Social de Solidariedade, sra. Cynthia M. Ferreira; a juíza e diretora do Fórum de Franca, dra. Julieta Maria Passeri de Souza; o ex-prefeito de Franca, Sidnei Franco da Rocha (PSDB); o prefeito de Batatais Eduardo Oliveira (PTB), acompanhado pelo secretário da Justiça e Cidadania, dr. Ariovaldo Mariano Gera e pelo presidente da Câmara Municipal de Batatais, vereador Luís Fernando B. G. Junior “Juninho do Pão de Queijo” (PTB).


O presidente do TJ-SP – dr. Ivan Sartori, eu, o prefeito de Franca – Alexandre Ferreira, acompanhado de sua esposa e presidente do Fundo Social de Solidariedade – Cynthia Ferreira

Ao meu lado, o juiz e diretor do Fórum de Ribeirão Preto, dr. Sylvio Ribeiro

Acompanhei, com atenção, a prestação de contas do Tribunal de Justiça pelo desembargador, dr. Ivan

Eu e o presidente da Câmara Municipal de Batatais “Juninho do Pão de Queijo”

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Conclamei aos meus colegas de Assembleia, pela criteriosa análise dos vetos do governo estadual


O SR. WELSON GASPARINI - PSDB

- Sr. Presidente:

Focalizei o veto que recebi no meu projeto de lei criando o programa de prevenção de acidentes na infância na rede estadual de ensino e ouvi, atentamente, explanação do Deputado Marco Aurélio demonstrando, claramente, como o Governador está mal assessorado em determinados assuntos.

Lendo o Diário Oficial todos os dias vejo, em suas páginas, cerca de 500 vetos. Há vetos do ano 2000, Sr. Presidente. Não acho isto justo! Esses vetos têm de ser apreciados. Muitos deles, certamente, são procedentes e o Governador agiu certo ao vetá-los. E se, em outros, ele foi mal assessorado? Esta Casa vai se omitir, não vai apreciar os vetos?

E eu pergunto: quanto custam 10 páginas do Diário Oficial, diariamente, publicando a relação dos vetos? São 460 e poucos vetos e, ali, diz ainda o seguinte: na Ordem do Dia, em situação de prioridade. Qual prioridade se há demora de 10 anos para apreciar um veto? Tem de ser “sim”, “sim”; “não”, “não”. Se o veto é certo, vamos votar “sim” com o Governador. Mas se houve falha no veto - e o Deputado tem razão no seu projeto - ainda mais com todos os pareceres favoráveis desta Casa, temos de definir votando “sim” ou votando “não”, mas decidindo os vetos desta Casa.

Em meu pronunciamento, lamentei o veto do governo de São Paulo ao meu Projeto de Lei

O SR. WELSON GASPARINI – PSDB

Sr. Presidente, Sras. Deputadas, Srs. Deputados, telespectador da TV Alesp:

Depois de um ano e meio lutando nesta Casa para conseguir aprovar projeto de lei, de minha autoria, criando um Programa Educacional de Prevenção de Acidentes na Infância recebo, com tristeza, o veto do Senhor Governador. Graças à colaboração de todos os líderes desta Casa - por entenderem a importância da matéria, já com todos os pareceres favoráveis, inclusive o da Comissão de Justiça - o projeto foi aprovado por unanimidade. No entanto, recebo agora o veto do Governador de São Paulo porque sua assessoria técnica alega ser a criação desse programa uma atribuição do Poder Executivo, não cabendo, assim, essa iniciativa por parte do Poder Legislativo.

Que pena! Tenho certeza de que o Governador do Estado vai revisar esta sua ação, mas não revendo o veto e, sim, criando este programa na área educacional do Estado, mesmo porque vi pela imprensa o Governador Geraldo Alckmin lançando, na semana passada, o programa “Casa Mais Segura”, em parceria com a Associação Médica Brasileira e a Secretaria de Estado da Saúde, para reduzir o número de acidentes domésticos.

Diz o Governador, através do jornal: “São queimaduras, fraturas, cortes e quedas e a maior parte dos acidentes com crianças ocorre dentro das casas.” Pois bem: no meu projeto eu propunha às escolas estaduais criarem o Programa Educacional de Prevenção de Acidentes na Infância. Seriam desenvolvidas campanhas educativas direcionadas a crianças e suas famílias fundamentadas em consistentes estudos sobre acidentes infantis.

Essas campanhas obedeceriam aos seguintes estágios: motivação da sociedade para o problema; produção e difusão de conteúdos didáticos relativos ao assunto; promoção de reuniões de pais e mestres e avaliação dos resultados dessas ações.

O Art. 4º, diz o seguinte: as despesas decorrentes da aplicação desta lei correrão por conta das verbas do orçamento, isso porque não traz despesa alguma.

Mas, é uma pena, foi vetado!

Agora, eu gostaria de relatar alguns fatos para se ter ideia da gravidade da questão: acidentes domésticos matam uma criança por dia no Estado de São Paulo. Vou repetir para ficar na consciência dos técnicos que assessoraram o Sr. Governador sobre este veto: “acidentes domésticos matam uma criança por dia no Estado de São Paulo na faixa de zero a 14 anos.”

Estima-se: para cada criança que morre, cinco são internadas em hospitais, diariamente, vítimas de acidentes domésticos, algumas ficando com graves sequelas. Eu estudei muito este assunto e separei algumas notícias relacionadas aos acidentes. Temos, num dos jornais, dados do Ministério da Saúde: a cada mês, em média, 6 crianças de até 14 anos morrem afogadas em atividades em piscinas no País. Por mês, portanto, seis crianças morrem afogadas em piscinas do Brasil!

Notícia da "Folha de S. Paulo": “Gêmeos morrem afogados em piscina de apartamento. Dois meninos gêmeos de um ano e seis meses morreram afogados na piscina do apartamento onde moravam em Taboão da Serra.”

Outra notícia: “Uma brincadeira de criança destruiu uma casa onde moravam dez pessoas no bairro Ipiranga, zona norte de Ribeirão Preto. O menino encontrou uma caixa de fósforos que, segundo um tio, estava guardada e acabou colocando fogo em um colchão que se alastrou e queimou toda a casa.” Graças a Deus conseguiram salvar a criança!

“Criança morre em acidente doméstico na cidade de Pontal. Uma menina de cinco anos morreu em Pontal após ser atingida por um tanque de lavar roupa. O caso ocorreu no bairro Orlando Fonseca na cidade de Pontal.”

“Criança de oito anos se queima brincando. Uma menina de oito anos, diz a notícia, teve fortes queimaduras com álcool durante uma brincadeira na Vila Carvalho. Ela foi levada ao posto de saúde e o seu estado de saúde infelizmente não é nada bom. Segundo uma amiga da garota, elas estavam brincando de cozinhar quando a menina resolveu pegar o recipiente de álcool para aumentar o fogo do fogão que elas montaram próximo a linha de trem, e então, houve a queimadura.”

Outras notícias e acidentes:

“Uma criança de um ano teve parte do corpo queimado depois de um acidente doméstico. A menina sofreu ferimentos no rosto e nos braços ao ser atingida pelo fogo enquanto o pai acendia a churrasqueira da casa deles.”

“Um bebê de três meses que engasgou com leite materno foi salva por telefone por uma atendente da Polícia Militar, no Conjunto Habitacional Wilson Antonio.”

“Uma menina de oito anos teve parte do corpo queimado com álcool durante uma brincadeira na noite de ontem, ela foi levada para o posto de saúde e vai ficar com várias sequelas.”

“Policiais salvam um bebê de apenas 24 dias que estava engasgado.”

“Menina de oito anos fica presa em lança de portão.”

Ainda existem vários casos, Sr. Presidente, notícias trágicas de crianças mortas ou com sequelas gravíssimas em seus corpos.

O que eu peço é uma coisa muito simples: nas escolas, durante as reuniões de pais e mestres, se ensinasse como prevenir os acidentes domésticos e, antes disto, diretores das escolas preparassem os professores sobre esses assuntos para eles poderem preparar também os alunos e os seus pais.

Não custa nada, não custa um real para o Governo: é apenas uma providência administrativa mas, mal assessorado, o Governador de São Paulo vetou esse projeto impedindo-o de se transformar em lei.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Um caminhão de lixo para Santa Ernestina

Ao meu lado, José Antônio Rodrigues da Silva (assessor); o vereador Carlos Benedito; o prefeito Ricardo e o vereador José Edvaldo

Fui procurado, em meu gabinete na ALESP, pelo prefeito Ricardo Abreu, de Santa Ernestina, que me fez portador de uma reivindicação das mais justas junto ao governo do Estado: um caminhão de lixo para uso da Prefeitura daquela cidade. Nessa visita cordial, o prefeito estava acompanhado pelo assessor José Antonio Rodrigues da Silva e pelos vereadores Carlos Benedito Gabriel e José Edvaldo Petinati com os quais discuti outras reivindicações e assuntos do interesse daquela comunidade.

Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto busca parceria com o Estado

Participei, na tarde da última quarta-feira (20-02), de audiência especial - por mim solicitada - do secretário da Cultura, Marcelo Araujo, com a diretoria da Sociedade Lítero-Musical de Ribeirão Preto, responsável nossa famosa e conceituada Orquestra Sinfônica. Acompanhei o presidente dessa entidade,  dr. Décio Agostinho Gonzales, o diretor-financeiro dr. Júlio César Risso e a gestora Mariângela Quartim - dando-lhes total apoio - na reivindicação de parcerias viabilizando apresentações da Orquestra Sinfônica em municípios de todo o Estado. O secretário mostrou-se receptivo à idéia, deixando-nos muito satisfeitos com a acolhida que nos foi proporcionada.
O secretário Marcelo Araujo ouve, com interesse, a proposta de parceria entre o Estado e a Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto para viabilizar apresentações em municípios paulistas

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Visita da vereadora Bila Busnardo de Pirangi




Nesta quarta-feira (20/02), recebi em meu gabinete na ALESP, visita da vereadora da Câmara Municipal de Pirangi, Angela Maria (Bila) Busnardo com quem conversei sobre reivindicações e problemas daquele município. Deixei claro o meu ânimo, como parlamentar, para colaborar no encaminhamento e na solução dos mesmos, bem como o meu apreço por Pirangi, colocando-me à disposição da vereadora e da população piranginense tanto no meu gabinete na Assembleia quanto no meu escritório regional em Ribeirão Preto.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Trabalhando em benefício de municípios desta região


Na última sexta-feira (15-02) recebi visitas de cortesia de várias lideranças regionais em meu escritório de Ribeirão Preto, entre tais:

1) o prefeito e vice-prefeito de Cajuru, dr. Luís Estevão Pereira e Marcelo de Lazzari Barruffini (ambos do PSDB), acompanhados por Luís, filho do prefeito, um jovem que já demonstra interesse pela causa pública;

2) o prefeito de Morro Agudo, Amauri José Benedetti (PTB), acompanhado pelo vereador e presidente da Câmara Municipal, Darci Martins da Silva (PSDB); pelo vereador Air Rodrigues de Castro Júnior (PSC) e pelo assessor administrativo Wellington Floriano Rosa;

3) o prefeito de Pontal, André Luís Carneiro (PSB) que me foi apresentado pelo vereador Misael Cabeleireiro (PSDB).

Tive oportunidade, dialogando com essas lideranças, de reafirmar o meu compromisso em defender os interesses das comunidades por eles representadas junto ao governo paulista com dedicação, empenho e o firme propósito de conseguir o atendimento das reivindicações legítimas por elas formuladas.

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Minha posição em favor da manutenção dos Distritos Policiais repercute na imprensa

Jornal O Diário, em 16 de fevereiro de 2013 - Clique na imagem para melhor visualização

(Transcrito do jornal da Região Sudeste, na edição de 16 de fevereiro de 2013) - Clique na imagem para melhor visualização


Jornal Gazeta de Ribeirão, Coluna Confidencial por Guto Silveira, em 15 de fevereiro de 2013

Jornal A Cidade, “DPs fechados unem PSD e PSDB: prefeita Dárcy Vera e deputado Welson Gasparini tentam reverter decisão de fechar delegacias, 15/02/2013 - Clique na imagem para melhor visualização

Jornal Tribuna de Ribeirão, em 15 de fevereiro de 2013

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

DPs dos Campos Elíseos e de Bonfim Paulista não podem fechar!!!


Surpreendido com a determinação do Diretor do Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter 3), João Osinski Filho, de determinar as desativações do 2º (Campos Elíseos) e do 7º Distrito Policiais (Bonfim Paulista) a partir da próxima segunda-feira, dia 18, encaminhei nesta quinta-feira (14) ao governador Geraldo Alckmin ofício no qual destaco a “péssima repercussão” dessas iniciativas e solicito a imediata suspensão das mesmas.


É a seguinte a íntegra desse documento:

“Excelentíssimo Senhor Governador Geraldo Alckmin,

Está repercutindo pessimamente a notícia do fechamento do 2º Plantão Policial em Ribeirão Preto, localizado no bairro dos Campos Elíseos, o maior bairro da cidade. Também foi anunciado e está prevista a desativação do 7º Distrito Policial em Bonfim Paulista para o próximo dia 18, Distrito de expressiva população. São duas unidades antigas e de grande importância.

Numa época de aumento da violência e da criminalidade penso que antes da implantação destas medidas possa haver um diálogo com a comunidade e uma avaliação mais cuidadosa dessas medidas.

Há poucos meses a polícia militar anunciou o fechamento de várias de suas bases na cidade. Felizmente V. Excelência determinou a suspensão da anunciada medida.

Tenho a certeza de que, com urgência, fará o mesmo quanto ao fechamento das unidades da polícia civil.

Ansioso aguardo resposta.

Welson Gasparini
Deputado Estadual”

Amigos, celebremos: hoje é o Dia da Amizade...


Nesta quinta-feira, 14 de fevereiro, consagrada à Amizade, homenageio todos os meus amigos reproduzindo a letra da “Canção da América” na qual, com seu talento invulgar, Milton Nascimento assim reverencia a figura do AMIGO:

“Amigo é coisa para se guardar
Debaixo de sete chaves
Dentro do coração
Assim falava a canção que na América ouvi
Mas quem cantava chorou
Ao ver o seu amigo partir

Mas quem ficou, no pensamento voou
Com seu canto que o outro lembrou
E quem voou, no pensamento ficou
Com a lembrança que o outro cantou

Amigo é coisa para se guardar
No lado esquerdo do peito
Mesmo que o tempo e a distância digam "não"
Mesmo esquecendo a canção
O que importa é ouvir
A voz que vem do coração

Pois seja o que vier, venha o que vier
Qualquer dia, amigo, eu volto
A te encontrar
Qualquer dia, amigo, a gente vai se encontrar”.


sábado, 9 de fevereiro de 2013

Um depoimento sobre minha vida em Batatais



Recebi em meu escritório regional de Ribeirão Preto, na tarde de ontem (08-02), a jornalista Renata Modesto (editora chefe da DR2M Comunicação de Franca) e do fotógrafo Lindomar Cailton Rodrigues (editor de fotografia) que vieram ouvir meu depoimento sobre minha vida em Batatais para a edição especial, ora em fase de produção, por aquela empresa sobre o aniversário daquela cidade.

Falar do que a gente gosta é uma das coisas mais agradáveis para qualquer pessoa; mais ainda, para mim, falar da cidade onde nasci e vivi dias verdadeiramente felizes ao lado do meu pai, da minha mãe e dos meus seis irmãos.

Tive oportunidade de relembrar fatos e episódios pitorescos da minha meninice e da minha adolescência brincando e correndo, com meus colegas de infância, pelas ruas, então ainda sem asfalto, da minha cidade; lembrei, ainda, do Colégio São José, onde trabalhava num período e estudava no outro, mercê de bolsa de estudos concedida pela direção daquela escola modelar; do ex-deputado Geraldo Menezes; do ex-prefeito José Marcílio Baldocchi (que foi superintendente do DAERP na minha primeira gestão como prefeito de Ribeirão Preto) e de tantos outros amigos.

Proclamei, mais uma vez, o meu amor pela cidade e o meu orgulho em ser batataense!



quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Comitiva de Miguelópolis me honra com visita




Recebi nesta quarta-feira (06-02) em meu gabinete na ALESP a honrosa visita de uma comitiva de Miguelópolis integrada pelo vereador André do Serjão; a secretária da Mulher, Edna Vertello; o secretário do Esporte, Jeová Xavier e o assessor Ernane Barbosa.

Eles me procuraram para tratar de assuntos gerais do interesse daquele município e eu reiterei minha disposição para colaborar com Miguelópolis naquilo em que puder ser útil junto ao governo do Estado de São Paulo.

Na vice-presidência da Comissão de Educação e Cultura da ALESP



Em reunião realizada às 14h30 desta quarta-feira (06-02), fui eleito vice-presidente da Comissão de Educação e Cultura da Assembleia Legislativa Estadual.

Já fazia parte dessa comissão como membro efetivo e agora, pela vontade unânime dos demais integrantes, passo a ocupar a vice-presidência, tendo na presidência a deputada Leci Brandão, de grande expressão no meio musical brasileiro.

É mais uma responsabilidade que assumo, ao lado dos demais colegas dela participantes, feliz por poder ajudar a minha colega Leci na coordenação dos trabalhos de tão importante comissão. Para mim, é um privilégio dividir responsabilidades com colegas tão ilustres, contribuindo para a causa da Educação e da Cultura no Estado de São Paulo.

Repercussão na imprensa
Jornal Gazeta de Ribeirão, Coluna Confidencial por Guto Silveira em 06/02/2013

Restabelecidos os critérios para os transplantes de fígado


Em artigo que escrevi em 17 de outubro de 2012 focalizei, com base em noticiário divulgado pela imprensa local, a redução, nos últimos dois anos, do número de transplante de fígado para menos da metade em função da mudança, determinada pelo governo do Estado, dos critérios para escolha dos beneficiados, privilegiando a Grande São Paulo em detrimento do interior.

Mencionei o fato de, em 2009, terem sido realizados no HC de Ribeirão Preto 40 transplantes; em 2011 essa quantidade foi reduzida para 14 e em 2012 foram apenas 16. Em 28 de novembro daquele mesmo ano, após ter abordado o tema em discurso pronunciado na tribuna da ALESP, encaminhei ofício ao dr. Giovani Guido Cerri, secretário estadual da Saúde, solicitando a revisão dos critérios atualmente adotados pela secretaria.

Para minha alegria, ao retornar de minhas férias parlamentares, fui surpreendido com uma ótima notícia que quero compartilhar com os leitores deste blog: os critérios anteriores – após apreciação do meu pedido – foram restabelecidos pela Central de Transplantes da Coordenadoria de regiões, conforme explicita, no documento abaixo, o dr. Agenor Spallini Ferraz, Coordenador da referida coordenadoria:



terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Inicio ano legislativo reivindicando recursos para a APAE de Batatais


Estou sempre atento, na Assembleia Legislativa, até mesmo pelo fato de ser natural de Batatais, às reivindicações e necessidades da cidade onde nasci. Logo na abertura dos trabalhos legislativos, apresentei indicação ao governador Geraldo Alckmin para que ele determine a liberação de recursos para a aquisição de um veículo tipo ônibus adaptado para o transporte de assistidos pela APAE – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – de Batatais.



É a seguinte a íntegra da indicação:

“INDICO, nos termos do artigo 159 da XIV Consolidação do Regimento Interno, ao Excelentíssimo Senhor Governador do Estado de São Paulo, que determine aos órgãos competentes a liberação de recursos para a aquisição de um veículo tipo ônibus adaptado para o transporte de assistidos pela APAE – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais da municipalidade de Batatais – SP.


     Assim formulei a justificativa a essa reivindicação legítima:

   “Considerando a necessidade de aperfeiçoamento no atendimento prestado à população do município de Batatais, especialmente àqueles portadores de necessidades especiais assistidos pela APAE, o Ilustríssimo Sr. Presidente da entidade João Alves de Souza, procura pela ajuda do Estado.

            A APAE de Batatais é entidade com fortes restrições orçamentárias impostas pela baixa arrecadação. Todavia existem muitos assistidos no município e região que dependem de cuidados especiais para viverem e sem os meios de transporte próprio da instituição, tudo fica dificultado uma vez que pais dos excepcionais trabalham e nem sempre podem conduzi-los, especialmente aos mais pobres, o que podemos e devemos evitar com a compra do ônibus adaptado ora requerido.

  Sabedores da importância e seriedade do trabalho já desenvolvido pelas APAEs de todo o país e sendo o núcleo batataense da instituição importante referência regional, não resta dúvidas da necessidade do mais breve atendimento da demanda.

            Sendo assim, e pelo grande alcance da proposição ora apresentada, a qual se coaduna com uma das propostas do Governo, qual seja atender às necessidades prioritárias da população, acredito que os Nobres Pares hão de compreender os objetivos ora vislumbrados e acompanhar este autor para a aprovação desta Indicação.

Sala das Sessões, 1 de fevereiro de 2013.

Deputado Welson Gasparini”.

Um poeta na Academia...


A partir do último dia 1º de fevereiro a Academia Ribeirãopretana de Letras passou a contar com mais um poeta nos seus quadros ao admitir Antonio Ventura, em concorrida solenidade realizada no Teatro Municipal de Ribeirão Preto, entre os seus integrantes.

Gostaria muito de ter participado daquela noite gloriosa para a cultura regional mas, em função de compromissos que me mantiveram ausente de Ribeirão Preto, me fiz representado pelo meu filho, o vereador Maurício Gasparini o qual, em meu nome, saudou e parabenizou a Academia pela iniciativa.

Em sua alocução, Maurício sublinhou minha admiração não apenas pela poesia como, também, pela personalidade simples e amiga do poeta Antonio Ventura, uma pessoa de origem humilde, mas que soube galgar, através do estudo e da persistência, posições relevantes, inclusive se aposentando como juiz de direito em Mococa após exercer a judicatura em diversos municípios do Estado de São Paulo.

Créditos fotográficos: Renato Ventura
Casado com a cirurgiã-dentista e ex-vereadora Débora Ventura, em Mococa Ventura desenvolveu sua inspiração poética brindando a literatura brasileira, em 2011, com a belíssima edição de “O Catador de Palavras”, um verdadeiro marco da poesia brasileira contemporânea.

A Academia Ribeirãopretana de Letras sempre contou, em seus quadros, com figuras exponenciais, entre tais alguns amigos muito queridos como os falecidos cônego Arnaldo Padovani, Rubem Cione, Paulo Gomes Romeo, Sylvio Ricciardi, Mario Moreira Chaves, Ruy Ferreira Santos, Antonio Alves Passig, José Maria Morgade de Miranda, Osmani Emboaba da Costa, Romualdo Monteiro de Barros, Josaphat Guimarães Passos e Vicente Teodoro de Souza – e ainda conta, entre seus expoentes, com nomes como o jurista Saulo Ramos, o professor Divo Marino, o premiado escritor Menalton Braff, o juiz federal Augusto Martinez Perez, o ex-procurador-geral do Estado Feres Sabino, o jornalista Saulo Gomes, o médico Nelson Jacintho e a professora Ely Vietz Lisboa.

Antonio Ventura agora, sem qualquer dúvida, a engrandece com o seu talento literário e haverá de honrá-la assim como ao ocupante anterior da cadeira número 11 daquele sodalício, o professor-doutor Moises Tractenberg e também ao imortal patrono Luiz Gama, um dos grandes poetas do século 19.


Fundada em 1947 por um grupo liderado pelo jurista Saulo Ramos a ARL tem se constituído, ao longo desses mais de 60 anos, numa das mais ativas e influentes instituições do gênero no Brasil. Atualmente comandada pela professora Rosa Maria de Brito Cosenza, ela continua – como sempre – criteriosa e seletiva na escolha de seus integrantes; o mérito literário, hoje como em 1947, é o critério permanente a comandar a troca de valores mesmo porque eles são, invariavelmente, altos...

Créditos fotográficos: Renato Ventura